Midem quer ajudar talentos emergentes do Brasil a bombar no mercado internacional, inscreva-se!

Delphine-Grospiron
Compartilhe

Falamos com Delphine Grospiron do Midem sobre programa de aceleração de talentos


Imagina uma ajudinha do Midem, o maior encontro internacional de música do mundo, para acelerar o sucesso da sua carreira? Então este recado é pra quem está a fim de, sim, ter a chance de conseguir esse baita empurrão. Trata-se do Midem Artist Accelerator, único programa internacional do mundo focado em fomentar talentos emergentes.

A banda brasileira Far From Alaska foi eleita finalista do MAA em 2016

A banda brasileira Far From Alaska foi eleita finalista do MAA em 2016

As inscrições para participar do programa vão até domingo (5), por isso fomos bater um papo rápido com a diretora de Live Music do Midem, Delphine Grospiron, sobre esse projeto maravilhoso, que ano passado teve entre os finalistas a banda brasileira Far From Alaska, que literalmente estourou no cenário underground em 2016. “Pra nós foi incrível estar entre os finalistas. Com certeza recomendamos demais a qualquer artista que queria deslanchar sua carreira internacional”, diz o manager do Far From Alaska, Thiago Endrigo Justiniano Alves.

Para se inscrever basta preencher este formulário, mas não vá perder o deadline para inscrições!

Delphine-Grospiron

A diretora de live music do Midem, Delphine Grospiron, fala das oportunidades do programa de fomento Midem Artista Accelerator

WME – O que é exatamente o Midem Artist Accelerator (MAA)?
Delphine Grospiron – Trata-se de uma oportunidade única para artistas emergentes e seus entourages de acelerar suas carreiras internacionais! O MAA é o único acelerador de carreiras para artistas emergentes, criado pelo Midem para dar suporte a managers, agentes, labels e publishers. É a chance desses artistas serem selecionadores, reconhecidos e aconselhados por um comitê formado por top players da indústria da música, além de poder tocar no palco principal do Midem By Night e se beneficiar de um networking ímpar e ter acesso a sessões de coaching com líderes do mercado internacional da música. Todos os finalistas também têm uma faixa incluída no compilação oficial em vinil do Midem 2017. Seria incrível ter alguns dos incríveis talentos brasileiros no programa. Ano passado tivemos por exemplo o Far From Alaska entre os finalistas!

WME – Quais são os passos importantes pra um artista conquistar um espaço no mercado internacional?

Delphine Grospiron – O mercado da música não tem uma fórmula de sucesso! Porém, talento e habilidade para criar boas canções continuam sendo a chave para o sucesso. Outros ingredientes também são importantes, como timing e marketing. Mas desde que o mercado da música entrou num processo de transformação digital, que remodelou a maior parte dos aspectos da indústria, é agora vital para um artista abrir porteiras mundiais. Hoje em dia é possível alcançar fãs em cada cantinho do planeta em apenas um clique, e este simples clique pode mudar tudo!

Também mudou a realidade do artista, que antes era empregado e agora é artista empreendedor, portanto, o artista precisa entender o ecossistema da música para conduzir melhor e liderar seu próprio projeto. Se tornou essencial entender seus fãs, encontrar e trabalhar com outros artistas, aprender e absorver o máximo de seus pares… e é isso que o MAA oferece!

WME – Quais artistas já ganharam exposição internacional através do MAA?

A banda irlandesa Le Galaxie, finalista de 2015 do MAA

A banda irlandesa Le Galaxie, finalista de 2015 do MAA

Delphine Grospiron – Todos os artistas que participaram ganharam muita exposição, o programa já abriu muitas portas! Os finalistas ganham higlights antes, durante e depois do Midem, em todos os nossos canais. Além disso, artistas e seus entourages têm a oportunidade de aprender, fazer networking e abrir portas que em muitos casos terminam em turnês, licenciamentos, discos. Por exemplo, a banda irlandesa Le Galaxie (finalista em 2015) fechou um deal com o nova-iorquino Reservoir Media Management (Major Lazer, MØ, M.I.A), além de conseguiu um deal de licenciamento com a Sony nos EUA. Entre os finalistas de 2016, a banda suéca Adée conseguiu gravar com o superprodutor JKey (Jay Z, Beyonce, Snoop Dogg, Alicia Keys, Akon. Mal podemos esperar para conhecer os participantes deste ano e ajudá-los a construir carreiras de sucesso!

videos e destaques