IMG_20170515_210823_460

Beatriz Rodarte

São Paulo sp

Beatriz Rodarte Release –

Recentemente Beatriz encerrou uma turnê que realizou com o cantor e compositor paulista Márcio Lugó por diversas regiões do Brasil, (na turnê ela atuou como percussionista e vocalista) e se dedica no lançamento do seu terceiro disco solo , registrado em Vinil , TAMBORANA.

CRÍTICA DISCO – “Tamborana” – ”É quando os tambores da terra rufam ávidos em defesa das matas. Quando a vanguarda abraça o pó da estrada, e um ponto apenas torna-se mapa. E a harpia pia canções aladas e aterrissadas, nuvem e chão, poeira e arranha-céu.

“Tamborana” é uma pororoca urbana e regional. Um casório entre o moderno sintetizado e o tribal elétrico. São batidas de diversos corações tocados por uma mulher: o Tambor de Ana, prenúncio de Beatriz.

Além do contraste entre a tradição e o contemporâneo, o disco traz outra novidade antiga, uma obra de vinil com seis faixas, três de cada lado. E com participações especiais de Marcus Viana, Pedro Consorte e Maurício Tizumba.

Escuta, sinta, decola, voa, encarna essa alma Tamborana em teu corpo. Viva! ”

Maurício Santini (Compositor e escritor paulista)

BREVE HISTÓRICO –

Uma artista de Minas com cidadania artística do mundo. A mineira de Belo Horizonte, Beatriz Rodarte, iniciou sua carreira de modo precoce, aos dez anos. Ainda na infância teve aulas de canto com Maurício Tizumba. Já na adolescência participou de diversos projetos musicais como Trampolim, Canto em Qualquer Canto, Ensaio Aberto e Amostra de Cantores 1, 2 e 3. Também participou do Projeto Outrossim, idealizado pelos cantores e compositores Jorge Vercilo e Marcelo Miranda.

Em 2006, atuou como cantora e pandeirista da Banda Flor do Samba. De 2001 a 2008 teve atuação no grupo Tambor Mineiro e participou da gravação do seu primeiro cd “Tambor Mineiro”. Além disso, a artista deu aulas no espaço Tambor mineiro e também ministrou aulas particulares de tambor e pandeiro desde 2002. Com o Tambor Mineiro dividiu o palco com nomes como Chico César, Paula Santoro, Pedro Luis, Nação Zumbi e Milton Nascimento.

Beatriz também fez vocal e percussão na Banda Pendulum, e integra o Grupo Harém da Imaginação. A cantora também foi idealizadora do Projeto Oficina Sons do Brasil patrocinado pela Massas Vilma (Vilma Alimentos).

Beatriz Rodarte tem vasta experiência na execução de jingles. Entre as empresas que contaram com a voz de Beatriz estão a TIM, Ricardo Eletro, MRV, Speciali, Rádio Inconfidência, Rádio Itatiaia, Smel etc.

Ao longo da sua trajetória musical, teve participações em várias obras e espetáculos de artistas como Ezequiel Lima, Péricles Garcia, Banda Pendulum, Alexandre Az, Banda Alcalyno, Trio Jerimum, Trio Bodocó, Tom Nascimento, Nathy Faria, Márcio Bragança, Anthonio (Candome System), Grooveria (SP), Jota Erre (PE), Jessé Santo (PE), Thiago Delegado, Pedro Morais, Cláudio Venturini, Maria Bragança, Sérgio Pererê, Laiza Moraes, Play, Marcus Viana, Gabriel Guedes, Vander Lee, Márcio Lugó entre outros.

Beatriz tem dois cds lançados, Circo de Ilusões (2009) e Natural (2013). Em 2014 gravou também 3 canções feitas pelos hit makers cariocas Carlos Colla, Zé Henrique (Da banda Yahoo) e João Crahim.

Atualmente Beatriz se prepara para lançar seu terceiro trabalho, o vinil Tamborana, produzido pelo baiano natural do Recôncavo, Leonardo Mendes ,músico de Gal Costa, Virginia Rodrigues, Fabiana Cozza e seu pai o compositor e multi intrumentista Roberto Mendes.

Profissão: Compositora| Instrumentista| Live Performer| Pesquisadora| Produtora Cultural| Produtora Musical| Vocalista| Outra…

Veja mais: https://youtu.be/tSZ21LRdNHc

Veja mais: https://youtu.be/P6lWYiRdwfU

Veja mais: https://youtu.be/A-brzH696VQ

+ lidas

videos e destaques