Fenômeno da internet, rapper Mariana Mello surge em versão intimista no WME Sessions #4. Assista

mariana-mello
Compartilhe

Mariana Mello mostra por que é nome promissor do rap no WME Sessions #4


Ela tem apenas um EP lançado, mas já é uma das figuras femininas mais promissoras do rap nacional. Aos 23 anos, a santista Mariana Mello mobiliza as atenções por onde passa e não é só por causa de seus belos traços, não.

Dois singles bastaram pra fazer um barulho enorme na internet no início da carreira: Universo em Crise, de 2016, e Recato, do início deste ano. Com o suporte dessas duas músicas, além de um apelo fashion forte em suas fotos no Instagram, ela arrebanhou quase 400 mil seguidores somando suas redes sociais. Um fenômeno que tem muita ideia pra passar em suas letras críticas e profundas. 

Mariana Mello_04

“Bad girl tem um monte, até queria ser também, mas pregar a maldade não tá ajudando ninguém” é um dos versos escritos por ela que melhor definem sua postura firme e positiva. Seu primeiro EP, Eu, Mariana, foi lançado em agosto deste ano, de forma independente, e já passou de 120 mil visualizações no YouTube.

Capa do EP Eu, Mariana, que será lançado até o final de 2017

Capa do EP Eu, Mariana, que será lançado até o final de 2017

Por sua força ao vivo e letras que falam de conflitos existenciais, sem deixar de  contextualizar o papel da mulher numa sociedade ainda dominada pelo machismo, Mariana Mello foi escolhida para estrelar o WME Sessions #4.

“Espero conquistar o respeito no meio do rap. Aceitação a gente [mulheres rappers e MCs] já tem. Mas o respeito é muito complicado, porque dá pra perceber quem tá te levando a sério e quem não tá. As pessoas esperam muito aquilo que já existe. Mas a gente é artista. O que eu espero é que haja respeito no rap, com as mulheres e com quem tá chegando agora com uma nova proposta”, ela diz num trecho de sua entrevista no WME Sessions. Na gravação, realizada no QG do WME, em São Paulo, Mariana interpreta as faixas Recato e a nova Depois das 3, do novo EP. 

Mariana teve um início de carreira incomum. Gravou seu primeiro clipe, Universo Em Crise, enquanto estava grávida. “Eu ser mãe, modelo, rapper, tudo ao mesmo tempo é uma loucura”, ela diz e completa: “mas ao mesmo tempo me dá força, é inspirador”. 

Em agosto, Mari foi capa da revista Trip. No miolo, um ensaio sensual maravilhoso acompanha uma entrevista feita pela escritora Gaia Passarelli.

Sem mais delongas, fique com Mariana Mello no WME Sessions #4. Estamos in love.

mari-mello

WME SESSIONS #4 COM MARIANA MELLO

SIGA MARIANA NAS REDES SOCIAIS

YOUTUBE

FACEBOOK

INSTAGRAM

 

Conteúdo Relacionado

videos e destaques